sábado, 16 de fevereiro de 2019

Vilarinho

Mais um fim-de-semana, mais uma volta das boas!
Vilarinho, Sto. Tirso foi o destino ...
Presentes: Eu, Mestre Luiz e Sérgio
Porque é que gostamos de bicicletas elétricas?
Por causa disto ...
Estás a ver aquela descida fantástica, muito técnica, que passa pela pista de downhill?
Sim.
Hoje vai ser a subir!! 
Assim foi, atacamos a Penha pela pista e "grande descida de Urgezes".
Uphill Fun
Mestre Luiz, já perto de São Bento das Peras, Vizela.
Sérgio, faltou um ....
Aqui já na encosta do Monte de S. Pedro, Vizela
Ali está ele
Trialeira de Vilarinho, o objetivo desta volta


Esta esteve quase para ser a foto da volta (optei pela primeira, não sei se bem ...)
Moustache, Trek, Cannondale ... no reforço alimentar
Sérgio ... não sei de valeu, mas tentamos!
Uma grande volta termina em grande ....
Com uma bela cervejinha na nossa Praça da Oliveira.
 
Prá semana temos Epic em Paredes.

domingo, 3 de fevereiro de 2019

Nas margens do Rio Ferro

Numa das mais exigentes voltas que demos nos últimos tempos, com quase 60 km e um acumulado de subida a roçar os 2000 m, fomos revisitar a Ilha dos Amores nas marges do Rio Ferro.
Eu ...
... Mestre Luiz ...
... e Sérgio ...
 ... partimos de Guimarães, rumo a Jugueiros, via Sto. Antonino.
Eram bem visíveis os estragos provocados pela passagem da furiosa Helena.
Sérgio e Luiz na remoção de uma árvore caída, uma ação repetida inúmeras vezes ao longo do dia. 
Sérgio no trilho de Jugueiros
Ainda com as cores de outono
Já perto de Regadas, um dos singletracks estava neste estado ...
... mas lá conseguimos uma alternativa e não perdemos a passagem neste idílico local. 
Ainda nos trilhos de Regadas, com fantásticos singletracks e passagens por locais de rara beleza. 
Luiz e Sérgio no "carrocel" de acesso à Ilha dos Amores.
(é sem dúvida um dos melhores trilhos que conheço)  
Não há fotografia que consiga ilustrar este trilho ... muito menos esta :)
Lindo ...
 ... lindo!
Cascata da Ilha dos Amores
Um local magnífico



Rio Ferro
Singletrack trialeiro junto à Fábrica do Rio Ferro, muito bom!
Mestre num misto de esforço e técnica.
Calçada sobre o Rio Ferro, novamente na proximidade de Jugueiros
Outra passagem fabulosa.
Sérgio já quase no limite do esforço e da bateria ... na derradeira subida.
Ao chegar à ciclovia estávamos com a baterias a acabar, com quase 50 km de muita dureza feitos ... 
A 50 m de casa a minha acabou mesmo ... ufa!!

sábado, 26 de janeiro de 2019

c est fantastique!!

Pois é, quando quem melhor conhece os trilhos estuda uma volta que tenta juntar o melhor que eles nos podem dar ... só pode sair uma volta assim, muito, mas mesmo muito boa.

Mestre Luiz desenhou esta volta por terrenos bem nossos conhecidos, Azurém, Gominhães, Souto, Gonça, Sta. Marinha, Garfe, Penselo, mas juntou-lhe duas os três novidades e o resultado foi fabuloso e à medida das máquinas elétricas.
Logo a abrir, ali entre Gominhães e Souto, tivemos a primeira novidade, uma subida extremamente técnica e difícil na encosta Poente do Marco Geodésico Picoto 2º. 
Lá no alto, a já baptizada Via Panorâmica, há um caminho, também ele algo técnico, com uma vista fabulosa sobre o Vale do Rio Ave, cujo alcance vai desde o Gerês e Cabreira até Brito e Morreira, passando por Sameiro e Sta. Marta e todo o vale entre estas serras e montes.
Magnífico, mesmo.
Dali descemos vertiginosamente até Fundo de Vila e atacamos Sta. Marinha, pela pista de downhill mas em versão "uphill fun". 
As cores de inverno em Fundo de Vila
Depois de Sto. António, subimos à Capela da Sra. dos Montes e, segunda novidade do dia, descemos uma pista de downhill muito bem desenhada, divertidíssima e muito bem tratada.
É claro que não há fotos porque foi descer de "faca nos dentes" ...
Regressamos à Sra. dos Montes pela encosta Nascente, uma longa subida muito exigente e desafiante. 

Mais uma paragem, desta vez para o reforço alimentar, com vista sobre o mesmo Vale, noutra perspetiva, a desfrutar também deste belíssimo dia de sol. 
Mestre Luiz, que visivelmente seguiu os conselhos do Vítor e foi ao El Corte Inglês comprar equipamento novo ... 
Moustache, Treck e Scott
Seguiu-se uma descida trialeira, curta, mas muito boa e na subida seguinte onde o inexplicável sucedeu ...
Algo se enfiou na roda do Mestre e aquilo ficou uma desgraça ... dropout, desviador, corrente, ... enfim.
Sérgio deitou mãos à obra e desmontamos as peças partidas, e lá seguiu em "free speed", mas nem por isso fizemos a descida de Gonça mais devagar!
 
Mais uma grande volta, que ainda em bruto, entra no Top10.